domingo, 19 de fevereiro de 2017

ASPRA - PE monta força tarefa para defender Bombeiros Militares de Pernambuco

Advogados da ASPRA montam força tarefa para atender demanda de militares punidos 

Com o apoio de quatro advogados, a diretoria da Associação de Praças de Pernambuco  (ASPRA- PE) receberam na manhã de hoje (17), parte dos bombeiros que foram punidos pelo Governo do Estado por participarem do movimento reivindicativo da categoria. O presidente José Roberto Vieira e os diretores Ivanildo Lucas, Salatiel Berto e Paulo Aquino escutaram a todos e avaliaram caso a caso.


“Não sabemos porque tomaram essa atitude radical de punir a todos com prisão ou detenção. Estavam todos nós seus horários de folga e a liberdade de ir e vir deve ser respeitada”, questiona José Roberto. A meta agora é elaborar as defesas de cada um e ingressar com ações na Justiça.  “O papel da ASPRA é esse: cuidar da tropa, defender e representá-Los quando necessário”, conclui.

Até o momento, 38 bombeiros punidos com detenções que variam entre 25 e 30 dias, a serem cumpridas nas unidades de cada um. Já o presidente José Roberto e outros dois diretores foram levados a Conselho, ou seja, correm o risco de serem expulsos do Corpo de Bombeiros. 

A advogada Dra. Jackeline Acioli, lembra que tão logo seja notificado, o bombeiro deve procurar a ASPRA pois terá o prazo de apenas dois dias úteis  para apresentar sua defesa. “Estamos a postos pois sabemos que novos casos vão surgir. Montamos uma força tarefa entre os advogados para atender a todos os casos que chegarem”, conta.

Fotos e Fonte: WhatsApp/Aspra

Nenhum comentário:

Postar um comentário