domingo, 8 de janeiro de 2017

Duas Pessoas Mortas: E agora José ou melhor "Paulo" de Quem é a Culpa?


E agora!!!! 

De quem é a culpa dessa terrível tragédia, que marca de forma singula a história da polícia militar e da comunidade do Morro da Conceição, no bairro de Casa Amarelo, zona norte de Recife, ocorrida na noite de ontem dia 07 de janeiro do corrente ano.

Uma viatura destruída em nada se compara a dor da perda de duas famílias, que de maneira repentina perdem seus entes queridos, vítimas da irresponsabilidade de um governo que ao invés de se orgulhar de ter policiais buscando a legalidade prefere marginalizá-los.

Os policiais militares faziam o acompanhamento de uma moto com dois bandidos, quando ao passar por um quebra molas, perdeu o controle e capotou diversas vezes e nesse momento veio a causar o óbito de duas cidadãs, além de outros feridos, que não tinham nada com o caso, cometendo apenas a infelicidade de estar no caminho da tragédia.

Na viatura do 11° BPM que realizava a operação combate ao "CVLI", ou seja, trata de prevenção ao crime de homicídio, havia quatro policiais militares, o motorista ficou preso nas ferragens e foi socorrido a UPA, onde foi atendido, e uma "pistola P. 40", foi roubada dos policiais enquanto estes estavam inconscientes.

A mais de um mês policiais militares lutam por melhores condições de trabalho e denunciam a precaridade das viaturas, coletes e armamentos e pedem providências, por parte do governo do Estado, entretanto, o mesmo tem preferido marginalizar e perseguir de todas as formas possíveis, algumas inclusive ilegais, os policiais que aderiram a operação polícia legal e fizeram a entrega da jornada extra de serviço conhecida como Pjes.

São inúmeros casos de mudanças de escala, com o intuito de intimidar a tropa e ameaças de transferência de local de trabalho, da região metropolitana para o interior e do interior do estado para a região metropolitana, contra os policiais, principalmente os motoristas que exercem a função sem a devida qualificação e que por isso assinaram requerimento para não mais permanecer nessa situação de ilegalidade, por não ter a qualificação exigida por lei (Artigo 145 da lei n° 9.503 de 23 de setembro de 1997 conhecido como código de transito Brasileiro), que exigi o (curso de condução de veículo de emergência)

Os policiais querem apenas trabalhar de acordo com a legalidade, entretanto, estão sofrendo um verdadeiro massacre, inclusive em sua imagem pública, tendo em vista que o secretário de Defesa social, Antonio Gioia, em uma rádio de grande audiência no estado, chamou tais policiais de "Bando armado".

No dia 21 de dezembro do ano passado em ofício n° 731/2016 - GG/PE, o Governador Paulo Câmara, solicitou ao  CONTRAN (conselho nacional de trânsito) que o órgão responsável pela fiscalização do trânsito a nível nacional, a prorrogação da Resolução n° 522, de 25 de março de 2015 para que motoristas sem a o "CCVE" (curso de condução de veiculo de Emergência), que estabelecia o dia 31 de Dezembro de 2016, a data limite para motoristas sem esse curso, dirigir veículos de emergência, o pedido foi atendido e o novo prazo é 31 de Dezembro de 2017.

Agora é fácil culpar os policiais pela tragédia, principalmente o motorista, porém se tivermos coragem de olhar com mais atenção e honestidade, vamos ver que o motorista da viatura é de longe o menos culpado, por essa situação ao contrário é sem dúvida uma das princípais vítimas;

O blog se solidariza com as famílias e pede a Deus que a justiça dos homens de boa fé, se faça implacável e leve os verdadeiros culpados de tão lamentável fato à acerta suas contas com a justiça.

OBS.: texto sujeito a alterações

Fotos: WhatsApp

4 comentários:

  1. Acredito serem o tamanho descaso e a irresponsabilidade do estado para com as condições de trabalho dos seus agentes, dois dos ícones que possam ser comparados, com a incalculável perda dos entes que se vão nesse cenário de insegurança pública.

    ResponderExcluir
  2. Amigo na boa, faz uma correção antes de publicar, pois os erros de grafia dificultam a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O CTB é a Lei 9.503/97. A Lei 9.532/97 trata das Imunidades Tributárias.

      Excluir
    2. Oi, obrigado pela observação, geralmente escrevo no celular e nem sempre consigo manter a atenção e algumas falhas ocorrem.

      Excluir