domingo, 26 de fevereiro de 2017

Abuso de autoridade: Major da Polícia Militar toma fantasias que criticavam o Prefeito do Recife e o Governador

            

O Galo da madrugada teve situações absurdas que chamaram a atenção do Brasil, como esta do vídeo acima, onde um major da polícia militar tomou as fantasias de uma troça carnavalesca, que protestavam contra o governador e o prefeito do Recife por supostos envolvimentos em escândalos de corrupção.

O oficial da polícia a frente de uma patrulha apreendeu o material usado para satirizar as figuras políticas, sem qualquer explicação ou justificativa tendo em vista que o material não oferecia qualquer perigo aos demais foliões.

Segundo consta esse mesmo Major já havia invadido um prédio residencial, sem mandado de busca e apreensão, para tomar fantasias desse mesmo grupo, esta fato absurdo foi registrado em um outro vídeo que circula nas mídias sociais.

As vitimas do major, procuram a corregedoria da polícia e o ministério público para denunciar o caso.

Segurança não tem preço! Vejam o Exemplo de Santa Catarina, lá os policiais são valorizados


Nos últimos meses o povo pernambucano tem assistido de forma impotente o desenrolar de uma crise entre os policiais militares que reclamam por condições minimas de condições de trabalho e recomposição salarial, no entanto, o governo tem se recasou a negociar com os representantes dos policiais e deu preferencia por negociar apenas com os coronéis da policia que exercem cargos de confiança e são leis ao governador.

Esse fato causou revolta na base da tropa composta por soldados, cabos e sargentos que já previam o que aconteceu, a proposta de aumento contemplou os coronéis com um aumento imediato de mais de R$ 10.000,00 reais, enquanto que o aumento dos saldados ficou em tono de R$ 800,00 reais divido em três parcelas ao longo de dois anos.

A tropa se sente completamente desrespeitada e desvalorizada pela atual administração que procura mostrar esse aumento como sendo um ato de valorização da tropa e o pior ainda diz que os policiais estão satisfeitos com a proposta.

Resultado os policiais realizam uma operação padrão e se recusam a trabalhar em escalas extras, o que tem causado muito transtorno na segurança pois é justamente esse serviço extra voluntario que ajuda manter a segurança da população pernambucana.

Pelo visto o governador precisa apreender um pouco com o governo do Estado de Santa Catarina.

Cidadão Revoltado que teve a moto da filha roubada faz duras criticas ao governador Paulo Câmara

O Caos na segurança tem causado revolta nos cidadãos Pernambucanos, que já não aguentam mais ser vitimas da violência desenfreada que atinge a todos.

O cidadão do vídeo se revoltou após a motocicleta da filha ser roubada por marginais e fez o vídeo onde chama o governador Paulo Câmara, a assumir suas responsabilidades perante o povo de Pernambuco.             

           

Secretário da SDS age sob o império da ilegalidade

Imagem SDS/Divulgação

Em reiteradas oportunidades e se utilizando do espaço na mídia que o cargo proporciona, o Senhor Secretário de Defesa Social Ângelo Gioia tem desferido severos ataques às associações que representam os Militares estaduais.

Nesse particular, chegou ao ponto de dizer que as entidades representativas agem na clandestinidade (contra a lei e a moral). Em outras ocasiões, utilizando da estratégia nazista de Goebbels
repetiu a exaustão que as entidades deveriam respeitar a hierarquia e disciplina, como se o policial e bombeiro possa ser destinatário de todo e qualquer tipo de ilegalidade e nada tenha a reclamar.

Pois bem, o Secretário Ângelo Gioia parece desconhecer que o direito de associação é "pleno" sendo vedada qualquer espécie de "intervenção do Estado" (art. 5, incisos XVII e XVIII da Constituição Federal).

Ao defender que as Associações não tem representatividade para agir por seus associados o Secretário SDS massacra, mais uma vez, o texto constitucional que assim determina:

Art. 5
XXI - as entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente*

A finalidade de uma associação não é outra senão agir judicial ou extrajudicialmente em defesa dos seus associados, como tem acontecido com as entidades representativas de Militares de Pernambuco, que tem se utilizado de instrumentos legítimos de reivindicação como, por exemplo, a entrega do programa VOLUNTÁRIO de jornada extra de segurança (PJES), bem como a exigência que o princípio da legalidade também seja extensível para dentro dos muros dos quartéis.

Uma Associação não deve hierarquia a ninguém, do contrário esvaziar-se-ia completamente seu sentido de existência. 
O Supremo Tribunal Federal tem reconhecido o direito de representação e críticas que as associações vinculadas aos militares são dotadas (vide HC 106808 de relatoria do Ministro Gilmar Mendes).

Se houvesse que se falar em ilegalidade, a toda evidência, esse comportamento tem sido observado pelos atos capitaneados pelo Estado de Pernambuco, dentre os quais podem ser citados: 1) Suspensão do código de desconto no contracheque dos associados, responsável pela sobrevivência das Associações; 2) Determinação de retorno do representantes das Associações para trabalharem na polícia, em prejuízo da gestão das entidades; 3) Ordem de Prisão do Coordenador e Vice-Coordenador da Associação dos Cabos e Soldados (ACS/PE).

Todas essas medidas foram tornadas sem efeito pela justiça, inclusive, a decisão que relaxou a ilegal prisão do representantes da ACS expressamente consignou que o ato configurava um injustificado *ABUSO DE AUTORIDADE.

Não satisfeito, o senhor Secretário da SDS que tem histórico inclusive de ter enfrentado processo criminal proposto pelo Ministério Público Federal -MPF, que o acusou de forjar inquéritos contra servidores, editou a Portaria 717 de 17.02.2017 afastando das funções públicas o Coordenador e Vice-Coordenador da ACS/PE, Alberisson Carlos da Silva e Nadelson Leite Costa, respectivamente, bem como o Presidente da AME. Vlademir José de Assis.

Trata-se de mais um ardil astuciosamente montado e arquitetado por quem constantemente vem tomando medidas que sirvam para impressionar desavisados e desinformados.

Essa medida é inócua, tendo fim apenas de publicidade para reforçar o ataque a imagem das Associações e seus representantes e será logicamente objeto de questionamento judicial.

A liberdade de associação está inserida no rol de direitos e garantias fundamentais da Constituição, é cláusula pétrea, é um dos pilares do Estado Democrático de Direito, e configura um dos eficazes instrumentos no combate a um Estado tirano.

Ao pretender diminuir o sentido jurídico das associações, e assim retirar a voz de representação que os Militares, na verdade, esse atual governo persegue nitidamente utilizar da amordaça e permitir que os mais graves abusos sejam cometidos na corporação e ninguém possa "gritar".

Os princípios da hierarquia e disciplina, que jamais foram açoitados pelas Associações, dialogam perfeitamente com o Princípio da Dignidade da Pessoa Humana que encontra igualmente agasalho no rol de direitos e garantias fundamentais do pergaminho constitucional.

Ao Excelentíssimo Secretário Ângelo Gioia recomenda-se revisitar as lições primárias do direito, especialmente constitucional, ou, alternativamente, se o caso for outro, de tomar um chá de sensatez e honestidade intelectual.

Nada obstante, seja por desconhecimento técnico ou desapego a princípios éticos e da moralidade administrativa que a função exige (art. 37 da Constituição), por sua conduta amplamente reunida em diversos vídeos, áudios e declarações na imprensa escrita, o Senhor Ângelo Gioia será demandado civilmente, por denegrir de forma reiterada a imagem das Associações, sem prejuízo de medidas criminais, uma vez que o cargo por ele ocupado vem sendo utilizado de maneira manifestamente ilícita com indiscutível desvio de finalidade e abuso de autoridade.

Advogados da ACS/PE

François Cabral

Jethro Ferreira 

Eduardo Morais

Advogado da AME

Emerson Leônidas

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Texto escrito por um Coronel do Exército esclarecer algumas verdades sobre o trabalho dos soldados da Policia Militar

Nas mídias sociais especificamente WhatsApp, circula um texto simplesmente brilhante escrito por um Coronel do Exército Brasileiro, no qual o mesmo com muita sabedoria analisa o atual momento vivido pelo Estado brasileiro diante da crise na segurança pública, o texto fala por se só leiam e reflitam.


Do Cel CARLOS ALBERTO BASTOS MOREIRA
A TODOS MEUS IRMÃOS EM ARMAS.

Não se iludam com aplausos de intervenção de EB.
Nós não fomos feitos para isso, a não ser para policiarmos áreas em que já destruímos o inimigo praticamente de maneira total, pelo emprego total de nossas armas e poder de fogo.

Não temos o perfil de patrulhar ações pontuais, em área completamente sob o poder do inimigo.
Estão nos colocando ( e a nosso potencial humano combatente ) numa situação de fragilidade perante a lei do politicamente correto, Qualquer militar que atira, que matar, certamente vai começar tendo sua arma recolhida, para exame balístico.

Isso não existe para nós na guerra, nossa destinação.
Somos totalmente diversos de uma destinação da honrosa policia, por princípios de emprego.
O policial atira se a voz de prisão não for respeitada....
Exercito é feito para atirar primeiro e quem não quiser morrer que se renda. Totalmente diferente. Ou não funciona e só desmoraliza.
Policia é muito mais capaz de atuar nesses eventos pontuais de desordem. 

Nós somo profissionais do aniquilamento, embora muitos que já se tornaram "vovôs" tenham perdido a noção desse conceito. Temo muito por nossos rapazes, soldados, demais graduados e oficiais.... largados numa arena e tendo um braço amarrado ....

Não se esqueçam ou por isso me critiquem: nós somos profissionais do aniquilamento do inimigo e só somos aptos a patrulhar áreas onde nosso potencial já se fez totalmente sentido.
Não somos policia. Policia é coisa especializada. Nos somos o Caos.

A guerra. 
Temo a desmoralização... as armas recolhidas para balística pelos " direitos humanos, etc, etc...
Temo o Tenente preso e abandonado pelos chefes (como já aconteceu no Alemão)...temo a proximidade de conversas com o inimigo. temo mais um escândalo.


C2-50 Manual de Campanha da Cavalaria .... Art....paragrafo ..... " é terminantemente PROIBIDO entabolar conversações com o inimigo. Qualquer tentativa deste, nesse sentido, deve ser repelida pelas armas "..
Vai dar para fazer sem que a " justiça" ( que está em posição de emboscada ) não condene o guerreiro que seguiu o regulamento..???..
Eu não consentiria a menos que houvesse Lei Marcial e estado de Guerra.
Eu gosto de soldados...
E quando uma mãe manda seu filho para servir ao Exercito, ela até sabe que ele pode morrer em alguma guerra. Mas jamais se conformará se ele for preso por atirar em vagabundo.

ASPRA - PE monta força tarefa para defender Bombeiros Militares de Pernambuco

Advogados da ASPRA montam força tarefa para atender demanda de militares punidos 

Com o apoio de quatro advogados, a diretoria da Associação de Praças de Pernambuco  (ASPRA- PE) receberam na manhã de hoje (17), parte dos bombeiros que foram punidos pelo Governo do Estado por participarem do movimento reivindicativo da categoria. O presidente José Roberto Vieira e os diretores Ivanildo Lucas, Salatiel Berto e Paulo Aquino escutaram a todos e avaliaram caso a caso.


“Não sabemos porque tomaram essa atitude radical de punir a todos com prisão ou detenção. Estavam todos nós seus horários de folga e a liberdade de ir e vir deve ser respeitada”, questiona José Roberto. A meta agora é elaborar as defesas de cada um e ingressar com ações na Justiça.  “O papel da ASPRA é esse: cuidar da tropa, defender e representá-Los quando necessário”, conclui.

Até o momento, 38 bombeiros punidos com detenções que variam entre 25 e 30 dias, a serem cumpridas nas unidades de cada um. Já o presidente José Roberto e outros dois diretores foram levados a Conselho, ou seja, correm o risco de serem expulsos do Corpo de Bombeiros. 

A advogada Dra. Jackeline Acioli, lembra que tão logo seja notificado, o bombeiro deve procurar a ASPRA pois terá o prazo de apenas dois dias úteis  para apresentar sua defesa. “Estamos a postos pois sabemos que novos casos vão surgir. Montamos uma força tarefa entre os advogados para atender a todos os casos que chegarem”, conta.

Fotos e Fonte: WhatsApp/Aspra

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Após polêmica reporte Isly viana se retrata por fala em relação a policiais militares

Imagem internet
A Reporte da TV clube de Recife, Isly Viana após se envolver em polêmica com soldados da polícia e bombeiros militar de Pernambuco a reporte se retratou publicamente em seu programa de TV, a mesma afirmou que não era sua intensão ofender os policiais, e que inclusive toda equipe da emissora reconhecia a importância de tais profissionais que arriscam suas vidas para poder proteger a sociedade.

Agora a PM vai marcha em uma só cadência, Clube de oficiais decidiu aderir a operação padrão

Texto divulgado em mídias sociais informando sobre a adesão dos oficiais a operação padrão da polícia militar de Pernambuco.

Reunião Clube dos Oficiais

Fora realizada, nesta data (06), das 16:00 às 20:00, na sede do Clube dos Oficiais PM/BM, uma reunião a cerca da proposta salarial apresentada pelo governo do estado para as Corporações. Participaram da reunião cerca de 300 (trezentos) Oficiais da ativa e da reserva remunerada, representantes de todos os Postos se fizeram presentes e lá tiveram a oportunidade de falar a respeito do tema e de outros anseios da Oficialidade e da tropa.

Foi unânime a insatisfação de todos os Oficiais com a proposta apresentada pelo governo e diante desta insatisfação ficaram deliberados os pontos abaixo:

- Adesão de todos os Oficiais à Operação Polícia Legal já em curso pela tropa;
- Cobrar IPVA pago de todas as viaturas;
- Oficiais também dizem não ao PJES;
- Entregar as Aulas dos cursos de formação em andamento;
- Apoiar e orientar a tropa nas ações já deliberadas pela ACS;
- Oficiais tomarão à frente das ações da Polícia Legal, trazendo novas deliberações inclusive;
- Os Oficiais entregarão requerimento para não serem escaldados em
Serviços extras no carnaval a exemplo da tropa;
- Melhorar as relações com a tropa dentro dos quartéis;
- Reconquistar o respeito e a liderança da tropa;
- Apresentar propostas de promoções ( 1x1, promoção de 6 em 6 anos, promoção por requerimento, fim da blindagem, etc);
- Apresentar nova proposta salarial com paridade com a Polícia civil de CEL a Sd;
- Entregar as propostas aos Cmts da PM e BM para encaminhamento ao governo;
- Entregar a mesma proposta na SAD, SDS e imprensa;
- O presidente do clube dos Oficiais visitará as OMEs para incentivar o apoio de todos os Oficiais e Comandantes ao movimento Polícia Legal;
- O Clube dos Oficiais divulgará a exemplo da ACS, mensagens de incentivo e orientações quanto ao envolvimento dos Oficiais na Operação Polícia Legal; 
- Todos os Oficiais sugerirão medidas legais de pressão ao governo para execução pelos Oficiais e pela Tropa.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Reporte da TV Clube de Recife, recebe crítica de soldado do corpo de bombeiros após diminuir importância de soldados


                 


O texto a seguir foi publicado no WhatsApp, e reflete toda revolta por conta do tom desdenhoso utilizado pela reporte Isly Viana, apresentadora da TV Clube, que ao comentar sobre a proposta do governo do Estado aos policiais, desdenhou o papel e a importância dos soldados da polícia e do corpo de bombeiros.



A mesma disse que a proposta que a proposta para a polícia militar representava uma grande conquista para um "soldado da polícia militar" que ganharia mais do que um profissional graduado a exemplo de um reporte. 


Bom dia. Me chamo JAMERSON, sou SOLDADO do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, Mat: 710004-3, estou nessa honrosa corporação há exatos 6 anos. Dentre os quais, labuto em minha escala operacional, no Moto Resgate, linha de frente do GRUPAMENTO DE BOMBEIROS DE ATENDIMENTO PRÉ HOSPITALAR (GBAPH) localizado no Varadouro em Olinda. 

Segue um breve relato deste SOLDADO, Pois bem, não bastasse o risco inerente da minha profissão (BOMBEIRO MILITAR), pasmem os srs, por minha livre e expressa vontade, me condicionei tanto físico quanto mentalmente, para me especializar e concluir com êxito o 6° CURSO DE MOTO RESGATE, um dos cursos mais "Ralados" existente em nossa corporação.

E Sabem qual o real motivo de me capacitar e conduzir motocicletas em alta velocidade, no trânsito caótico que temos???? PARA QUE OUTROS POSSAM VIVER, afinal de contas nosso lema é: VIDAS ALHEIAS RIQUEZAS SALVAR. 

Posso afirmar que este simplório SOLDADO neste pouco tempo de caserna, já realizou inúmeros resgates, (vítimas presas em ferragens, vitimas atropeladas, resgate em ambientes confinados, vítimas de agressão, suicidas, já entrei dentro do canal do Arruda e do canal em Setúbal, ufa não vai dá pra relatar tudo aqui), Faço aqui singelos votos, que a nobre apresentadora Isly Viana, jamais necessite do trabalho exercido por este que vos fala, ou melhor pelos SOLDADOS, TANTO DA PMPE QUANTO DO CBMPE, que exercem tão nobre missão, ao saírem de seus lares para se doarem em prol dos outros. 

Diga-se de passagem o tratamento é e sempre será o melhor possível, dentro de nossa realidade. Fica aqui registrado meu repúdio, ante ao infeliz e quiçá preconceituoso comentário exercido por tal apresentadora, no programa Bom dia, da Tv Clube exibido em 06/02/17. 

Sim, a propósito já ia esquecendo, devido ao fato de ser SOLDADO, NÃO SIGNIFICA DIZER QUE SOU LEIGO, "BURRO", INSCULPIDO DE POUCO SABER OU DISCERNIMENTO. Me tornei um combatente do fogo, pelo sonho de criança, "SALVAR VIDAS" e ainda fui forjado na BRIOSA PMPE, que tive a honra de vergar tal uniforme por quase 2 anos. 

O que significa dizer que fui aprovado em ambos os concursos, tanto da polícia quanto do bombeiro. SOU FORMADO EM SISTEMAS PARA INTERNET, GRADUANDO EM CIÊNCIAS JURÍDICAS (8°PERIODO) NO PRESENTE REALIZANDO TAMBÉM ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PENAL E PROCESSO PENAL, E AINDA POR CIMA SOU SOLDADO DO CBMPE, POR INCRÍVEL QUE PAREÇA.

Tiros na Viatura da PM: Mesmo sem a devida valorização Policiais militares sempre a serviço da sociedade

Hoje segunda feira a tarde na Avenida Sul, em Recife, uma viatura da polícia militar foi crivada de balas, ao socorrer um cidadão que estava sendo assaltado.

Segundo relatos os policiais da "PB Coelhos" perceberam quando homens estavam assaltando um Taxista, quando deram ordem de prisão, os marginais, atiraram na viatura acertando o "para-brisa" no lado motorista o Sd. Claudio, revidou com disparos de dentro da viatura e os elementos saíram em fuga.

O Gati copiou a ocorrência e seguiu no apoio detento um elemento sem arma. O outro fugiu para sentido "Joana Bezerra e ou Coelhos".

Essa ocorrência serve para mostra que a luta dos policiais é por valorização, dignidade e condições de trabalho para poder oferecer um serviço de mais qualidade a população e mesmo diante das dificuldades os policiais não deixam de cumprir seu dever e sempre estão dispostos a defender o cidadão pernambucano.

Texto que circula em grupos de WhatsApp crítica resultado da negociação com o governo feita pelos coronéis

Onde está Cel. D’Albuquerque e o Cel. Cunha?

imagem: Google

Com todo respeito ao comandante geral da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro, estávamos esperando dos senhores a representatividade que fora prometido no início da nossa mobilização salarial. 

Foram os senhores que gravaram vídeos com os mesmos roteiros no dia 05/12, (um dia ante do nosso primeiro movimento) onde foi solicitado ao núcleo do governo a revogação da portaria 60/2015, retirando da mesa de negociação as associações e, consequentemente. No entanto, o grande paradoxo estava por vim.

O Estado Democrático de Direito, “venerado” por vocês no vídeo, é interrompido quando os senhores, “amantes da democracia”, determinaram à outros oficiais que os comandados NÃO DEVERIAM COMPARECEM a manifestação.
Ainda neste vídeo, os ilustres comandantes gerais, falam que o processo de melhoria de trabalho e de salário da tropa, seria conduzido pelos respectivos comandos. Que farsa. A tropa (pra eles) se resume aos coronéis que, de fato, foram representados, e conseguiram alcançar seus objetivos. 

Comandantes Gerais, é por esse e outros motivos que nós, praças da corporação, não acreditamos em vossas palavras. O tempo e os exemplos sempre mostraram que água e óleo não se misturam. Os senhores só representam os seus interesses, apenas isso!! Não conseguem se quer dizer NÂO, a um simples técnico do governo (imagina o governo). Não sei como vocês conseguem encarar suas esposas, seus filhos, seus colegas de turmas, seus vizinhos!! É ridículo o que vocês fazem, suas historias são mentirosas, pois na verdade, vocês não têm história, o que têm é uma vida de submissão, sem autonomia, sem decisão, um medo desenfreado de tudo (menos do soldado)!!

Por isso eu digo, sem medo de errar: PREFIRO SER PRAÇA, de preferência SOLDADO. Pois tenho história pra contar. Eu e meu companheiro conseguimos manter a ordem numa cidade de 30, 40 mil habitantes. Eu consigo e, tenho peito de ir as ruas dizer que meu salario está defasado, que preciso de melhores condições de trabalho. Tenho peito para enfrentar, até mesmo, as decisões absurdas e antidemocráticas dos senhores. 

Aos nossos representantes legítimos: Joel da Harpa, ACS (Albérison Carlos Nadelson Leite), ASPRA (José Roberto) e AME (Cap. Assis), continuem nos representado, confiamos em vocês e não nos oficiais.

Força e Honra
Sem Luta Não Há Conquista
Seja Feliz

fonte do texto: WhatsApp e foi enviado ao blog o autor não foi identificado e caso queira que seu nome apareça basta entra em contato pelo email do blog.

Olha no que deu a proposta do governo de Pernambuco: Gbmar Adere a operação padrão Legalidade

O erro de calculo do governo Paulo Câmara, que imaginava que afastando as associações de praças da mesa de negociação conseguiria enfiar goela a baixo a proposta que quisesse, ao que parece esta repercutindo e fazendo efeito contrário ao que a sua assessoria esperava.

Fato é que após anunciar, o aumento depois de muita pressão, a insatisfação tomou maiores proporções, e agora o "Gbmar" decidiu aderir a operação padrão e só trabalhar dentro da legalidade, imagens que chegam através de rede social mostra a situação no grupamento responsável por patrulhar a faixa litorânea sobretudo as praias do estado.

Os bombeiros se queixam da falta de equipamentos de proteção individuo além da precariedade dos veículos disponíveis para o serviço.

Veja a mensagem e as fotos que circulam no WhatsApp:

"Gbmar, reunido para não ir as ruas, pois estão sem os matérias necessários para o serviço, fora a insegurança no posto. Está sendo determinado que vá para o posto mediante a ameaças de retaliações... advogado se dirigindo nesse momento a unidade.

Viaturas baixadas. sem placa e ônibus sem cinto de segurança e outros qrms."

E aumenta a crise: Policiais militares ficam revoltados com a proposta do governo

Em alguns casos o aumento real não passa de R$ 100,00 e em outros o salário até diminui, nos quarteis a revolta é grande.

imagem internet

A crise na segurança de Pernambuco tende a a aumentar, principalmente, depois do anuncio de reajuste proposto pelo governo em parceria com os coronéis da corporação, pois, ao que parece a assessoria do Governador acredita que que os policiais militares não não sabem fazer calculo, e por isso apresentou uma proposta que na verdade é um verdadeiro ato de deboche contra os policiais militares.

A proposta incorpora ao salário dos policiais gratificações, na prático em um primeiro momento se parece trocar seis por meia dúzia, porém, na proposta a uma serie de armadilhas, sendo que o primeiro os descontos de "imposto de renda" e de "previdência" passam a incidir sobre o valor total, o que na prática reduz o salário, resumindo se troca "seis" por "menos de meia dúzia", outro ponto é que o aumento se restringe aos policias na ativa, deixando de fora os aposentados e pensionistas, lembrando que como a profissão é de auto risco a qualquer momento o policial pode ter de se aposentar, por conta de se ferir em algum confronto ou sua família se tornar pensionista por este ter vindo a tombar em serviço.

Além disso o aumento conta com percentuais diferenciados, o soldado que esta na linha de frente receberia algo entorno de 20% e o coronel que ficar no quartel recebe 40% e da forma que foi apresentada, no salário deles, os coronéis, não haverá redução de vencimentos ao contrário, aumenta quase R$ 6.000,00 reais.

Na propaganda o governo apresenta a sociedade os números dos valores brutos, no entanto, ao fazer os cálculos, levando-se em conta os descontos de imposto os salários dos praças da Polícia militar, sofrem uma verdadeira tesourada, ou aumenta um valor insignificante.

Não cansado de debochar dos militares tem mais, o aumento é divido em três parcelas, menos pra os coronéis que recebem seu aumento de uma vez, além de que o aumento é condicionado a que o policial se mantenha em uma postura sub serviente, ou seja, se o policial receber alguma punição administrativa, mesmo por buscar seus direitos perde o suposto aumento.

Situações como essa tem agravado a crise, já que em virtude disso mais policiais estão aderindo a mobilização, segundo informações de rede social, os guardas patrimoniais, que são policiais aposentados que prestam serviço ao estado, estão pedindo dispensa, e como eles são responsáveis pela segurança externa dos presídios, nos próximos dias Pernambuco poderá ter grandes problemas no sistema penitenciário do Estado, isso tudo as vésperas do carnaval.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Madrugada de Terror em Porto de Galinha, bandidos explodiram o banco do Brasil

Madrugada de terror nesta sexta feira (02), na pacata Porto de Galinhas, bandidos fortemente armados invadiram a vila famosa nacionalmente como um dos destinos turísticos mais importantes do Brasil e tocaram o terror na cidade, com a intensão de assaltar a agência bancária daquela localidade. 

Os bandidos efetuaram diversos disparos contra a delegacia que fica nas proximidades e nas viaturas estacionadas na porta, enquanto isso outros criminosos explodiam o banco que havia sido abastecido durante o dia.

Os criminosos não queriam os caixas eletrônicos e explodiram apenas o cofre principal da agência e fugiram levando o dinheiro deixando para trás um rastro de destruição.

A localidade conta com apenas dois policiais militares que no momento da investida estavam atendendo uma ocorrência na delegacia e ficam encurralados juntos com os policiais civis que nada puderam fazer frente ao poder de fogo dos criminosos, nenhum policial ficou ferido na ação que durou alguns minutos e deixou moradores turistas assustados.

O impacto da explosão foi tão forte que além de destruir a agência destruiu também algumas lojas nas proximidades e causou um incêndio nos estabelecimentos e na própria agencia.

A polícia não tem pistas dos criminosos que na fuga incendiaram alguns carros na pista para dificultar a chegada de reforço como também espalharam grampos para fura os pneus das viaturas.

ASPRA PE: denuncia desvio de função da guarda patrimonial que pode se repetir no carnaval desse ano

Imagem internet

PRESIDENTE DA ASPRA-PE, JOSÉ ROBERTO VIEIRA, ALERTA OS COMPANHEIROS DA GUARDA PATRIMONIAL.
Mão de OBRA de qualidade, com um salário de: 850,00 reais, ABSURDO!!

COMPANHEIROS da guarda patrimonial, vamos a LUTA!
O governo está tirando proveito de nossa situação, com ABUSO de autoridade e desvio de função.

Enquanto o governo paga a um vigilante de uma empresa PRIVADA, a quantia de 4.050,00,  paga a um agente patrimonial um valor de 850,00 reais. Desvio de função é ABUSO de autoridade, O que aconteceu no dia 07 de setembro, pode acontecer neste CARNAVAL.

Vamos entrar na luta JUNTOS com os nossos companheiros da ATIVA.

Vocês serão um grande REFORÇO!

Nos  meses de AGOSTO e SETEMBRO de 2016, a ASPRA-PE fez um grande movimento em Defesa da guarda patrimonial, mas sem união e LUTA, não há   CONQUISTA!

Qualquer ABUSO de autoridade a ASPRA-PE, está com o seu CORPO jurídico a disposição, através dos telefones: 33140374 - 986105595.

denúncia da ASPRA-PE sobre desvio de função da guarda patrimonial em setembro de 2016.

Fonte: ASPRA PE

Capitão Assis, rasga o verbo e diz que o Secretário de Defesa Social não cumpri com seu trabalho e instalou o caos na segurança

           

O capitão Assis da polícia militar, que foi despromovido por esta na luta por melhores condições de trabalho para os policiais militares soltou o verbo e disse umas verdades sobre o Comandante Geral da PM e sobre o Secretário de Defasa social, que segundo ele não cumprem com seu trabalho e instalaram o caos na segurança de Pernambuco.

Falas do Deputado Estado Edilson Silva em Apoio aos policiais militares de Pernambuco

Deputado Estadual Edilson Silva, fala da importância dos policiais militares trabalharem dentro da legalidade.
          

Deputado Estadual Edilson Silva, fala da importância dos policiais militares terem suas associações representativas reconhecidas, pois se trata de um direito fundamental da cidadania.

            

ASPRA - PE: Se não for igual a da Civil, não serve

“Não aceitaremos menos que a igualdade com o salário dos Policiais civis”, disse o presidente da Associação de Praças de Pernambuco, ( ASPRA- PE), José Roberto Vieira durante seu discurso no ato realizado hoje na Assembleia Legislativa. Centenas de policiais e bombeiros militares compareceram ao ato que foi coordenado pelo Deputado Joel da Harpa.

Também estiveram presentes os diretores Marcos Galindo, Salatiel Berto, Paulo Aquino e Lucas. A luta é para que o projeto do Governo do Estado que deverá ser apresentado na casa, possa ser antes apreciado pela categoria.


FOTO E FONTE: WHATSAPP

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Operação Padrão: Após expectativa governo não envia proposta de melhoria da PM a ALEPE


O governo do estado definitivamente conseguiu se colocar em uma posição extremamente difícil e quem tem pago o preço é a sociedade, em virtude do aumento da criminalidade.

Tudo por conta da posição do governo Paulo Câmara e do secretário de defesa social, que se recusam a negociar melhorias para a categoria policial militar com os legítimos representantes da classe que são as associações dos praças, preferindo negociar com os coronéis da polícia que são escolhidos pelo próprio governador.

Em virtude de tal atitude os policiais iniciaram uma operação padrão na qual só trabalham atendidas as condições da legalidade e também tem se recusado a trabalhar em serviços de jornada extra conhecida como "Pjes".

A maior consequência disso é a diminuição do policiamento nas ruas tendo em vista que boa parte do policiamento é feito com policiais que de forma voluntária que vendem suas folgas.

A crise tem se prolongado e hoje quarta feira dia 01 de fevereiro, a novela teve mais um capítulo, pois, o governo havia se comprometido a apresentar um projeto de aumento para os policiais militares, para apreciação da assembléia legislativa.

Mas após muita expectativa e plantão das entidades representativas, o projeto do governo não foi apresentado na ALEPE, o que mais uma vez frustou a categoria.

Presidente da ASPRA PE, convoca policiais militares para se manisfestar na frente da ALPE

            

O protesto será no dia 02 de fevereiro na frente da Assembléia Legislativa as 10h00 da manhã é fundamental a participação de todos sem lutar na há vitória.

Novo cangaço faz mais uma vítima dessa vez foi a cidade de Bonito em Pernambuco

          

Bandidos atacaram a cidade de Bonito  na madrugada desta quarta feira (01 de fevereiro), no interior do Estado de Pernambuco  e roubaram os bancos da cidade, além disso deixaram um rastro de destruição em mais um ato de desafio as autoridade.

Foram diversos homens com armas de groso calibre em todos os cantos da cidade, tiros e bombas foram ouvidos em toda a parte, foram quase duas horas de tiros

Momentos tensos na principal entrada perto da "buchadinha" sentido Camocim cortaram um eucalipto e colocaram no meio da pista, e em sentido alto Bonito ficou cheio de grampos.

Segundo informações a caixa econômica e os demais bancos da cidade foram arrombados

Crise na Polícia militar: Novo texto do Coronel Limeira do clube de oficiais da PM

imagem: Internet

Em mais um texto divulgado em mídias sociais, e que aqui reproduzo, o presidente do "clube de oficiais" que até o momento não se posicionou em apoio a operação padrão" crítica o governo do Estado cobrando uma suposta promessa por um certo "apoio" dado por ocasião da operação padrão realizada pela polícia civil no ano de 2015.

No texto fica claro que o Coronel esta insatisfeito, com o resultado do processo de negociação realizado entre os Coronéis da polícia e o governo do Estado, é preciso lembra que a pedido dos próprios coronéis todo o processo de negociação foi feito com a ausência dos representantes das categorias.

As associações representativas dos praças a exemplo da ACS PE; ASPRA-PE e AME, nesse período sofreram uma significativa perseguição por parte do governo, os códigos de desconto em folha das mensalidades dos associados foram cancelados e inclusive o presidente e o vice presidente da ACS, foram presos, prisão essa considerada abusiva e prontamente revogada pelo brilhante Juiz de Direito Dr Ivan Alves de Barros.

Nesse período turbulento não foi percebido qualquer gesto de solidariedade por parte do clube de oficiais em relação as demais associações, e inclusive o clube passou ileso por esse período e segundo consta em momento algum teve cancelado seu código de desconto em folha.

Sendo, pois, lê o referido texto e perceber uma certa mudança de postura e a cobrança por uma "suposta promessa" feita pelo governador em um programa de radio suscita alguns questionamentos entre eles:

Afinal o que foi prometido? e A quem foi prometido? Por que as associações de praças foram colocadas fora da mesa de negociações? E por que o tom de angustia nos textos divulgados por vossa senhoria?

Uma coisa é certa se a crise começou por conta de um tratamento diferenciado entre as instituições polícia civil/polícia militar, caso o governo do estado não queira ampliar ainda mais tal crise, deve evitar tratar praças e oficias de forma distinta, pois o tempo no qual o oficiais se refastelavam de "caviar" enquanto o praça se contentava com "papa de água" com farinha acabou faz tempo.

É certo que até o momento as associações de "praças" deram uma verdadeira lição de dignidade e respeito, pois, em momento algum ao tratar da questão salarial, deixaram os coronéis em posição inferior aos delgados, e desde o princípio deixaram a tabela de proposta salarial acessível a crítica de todos, proposta esta  na qual se via bem claro a equiparação de "praças e oficiais" aos seus equivalentes na polícia civil.

Está mais do que na hora de se entender na polícia militar, que pau que bate em " chico deve bater  em francisco" e o respeito que merece o oficial merece o praça.

A seguir carta do Coronel Limeira do clube de oficiais da PM:

PROMESSA É DÍVIDA

Chegamos num momento crucial para se por um fim na crise de segurança gerada pelo tratamento discriminatório recebido pelos Militares Estaduais de Pernambuco ou, o seu agravamento. Agora, é importante relembrar o passado e cobrar promessas realizadas.

Em 2015, a Polícia Civil fez cerca de 08 meses de Operação Padrão, visando pressionar o governo por aumento salarial.

Coincidência ou não, nos primeiros meses a quantidade de homicídios começou a reduzir gradualmente, após um começo de ano ruim. Em Junho/2015, o Estado bateu a meta de redução de homicídios, então a PC mudou a estratégia de ação e passou a reter as viaturas da PM nas Delegacias por longas horas. Foi um verdadeiro massacre contra os PMs, BMs, vítimas e acusados. O normal já era esperar em torno de 4 a 6 horas para fazer um simples TCO, mas passou a ser de 10 a 20 horas. Outra tática interessante era fazer a viatura PM percorrer várias delegacias, desperdiçando tempo. Tais procedimentos provocaram a redução drástica de viaturas da PM nas ruas, contribuindo para o aumento dos homicídios.

Durante a “Crise de Segurança Pública” que foi gerada, *o governador afirmou que saberia reconhecer aqueles que ajudaram o governo durante tal crise*. Quem ajudou foi a PM/BM, se desdobrando na rua para compensar a menor disponibilidade de viaturas, mas o reconhecimento foi para a polícia civil, justamente os causadores da Crise de Segurança que, em 2016, foi AGRACIADA com um magnífico aumento salarial.

Os militares estaduais se dedicaram ao máximo. O serviço de 12 horas passou a durar 24 horas ou mais, reduzindo o intervalo de descanso. Foi um enorme esforço e demonstração de fidelidade ao governo.

Como PROMESSA É DÍVIDA, os militares estaduais têm convicção de que o governador saberá honrar a promessa feita durante o Pacto Pela Vida, a qual foi reforçada este ano, durante o programa de Geraldo Freire, quando sabiamente afirmou que daria aos militares estaduais o mesmo tratamento dado à polícia civil.

Por uma questão de JUSTIÇA, aqueles que ajudaram o governo no momento de crise devem ter um salário superior aos causadores, porém entendemos que a tão falada crise financeira só permite que os salários da PM/CBM sejam iguais aos oferecidos à polícia civil. Como forma de colaborarmos, aceitaremos essa paridade salarial, mas estamos convencidos de que somos merecedores de muito mais.

Mais uma vez renovo minha confiança no governo de Pernambuco para pacificar o ambiente extremamente tumultuado vivenciado dentro dos quartéis. Esta será uma oportunidade de ouro para reconquistar o respeito e a dedicação dos heróis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro Militar de Pernambuco.

Cel LIMEIRA!"

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

São Vicente Ferrer: Bandidos explodem bancons e tocam o terror na cidade, Mas tá tudo jóia


Continuando a série de ações violentas que toma conta de nosso Estado, na madrugada de hoje (31), cerca de dez elementos fortemente armados explodiram as agências do Banco do Brasil e posto do Bradesco de São Vicente Ferrer, por volta das 02:30 de hoje.

Informações dão conta de que elementos fortemente armados que estavam em um veículo aparentando uma Hilux prata, praticaram o fato, onde efetuaram disparos no local e se evadiram sentido Natuba-PB, através de estradas vicinais. 

No momento do crime o efetivo local estava realizando rondas em localidades próximas e, ao serem informados seguiram para o local, porém os elementos haviam se evadido.

Pelo que podemos observar no dia a dia, está ocorrendo uma verdadeira guerra de criminosos contra a sociedade, enquanto isso as autoridades competentes fingem que está tudo na mais absoluta normalidade.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Bom Jardim -PE: Assalto e tiros no Bar da vargem, em Umari

imagem internet

No domingo ( 29), mais um assalto em Bom Jardim,  ao que parece seriam os mesmos elemento que assaltaram uma piscina pública, pois em seguida a central de rádio acionou policiais militares, para verificar uma assalto no no bar da vargem, localizado no Sítio Aroeiras, ( próximo a Umari), em Bom Jardim Pernambuco, no local os policiais entraram em contato com o proprietário do estabelecimento o senhor Manoel da Silva, 45 anos, que informou que quatro elementos armados e encapuzados chegaram ao local e anunciaram o assalto.

A vítima informou ainda que tentou fugir mais foi impedido pelos elementos e foi espancado pelos elementos, que após concluir o assalto fugiram e durante a fuga firam disparos com uma espingarda "cal. 12" uma vítima de nome Luciano, 23 anos, agricultor.

As vítimas foram socorridas pela "SAMU", ao hospital de Bom Jardim, foi informado ainda que o proprietário do bar não soube informa a quantia roubada, os mesmos ainda foram orientados a prestar queixa na DP de Bom Jardim posteriormente para futuras investigações.

Umari de Bom Jardim: Piscina foi assaltada por Quatro Elementos Armados

imagem internet

Neste último domingo (29), por volta das 15h30min, policiais do 22° BPM, foram acionados a seguir até o Sítio Umari, pois, segundo informações estaria ocorrendo um assalto em uma piscina coletiva, os policiais contaram com o apoio da GT de Orobó e do serviço reservado, ao chegar no local as vítimas relataram que eram quatro meliantes que chegaram de carro encapuzados com armas de fogo e facas e anunciaram o assalto.

Após o assalto, fugiram sentido Surubim pelas estradas da zona rural, foi informado que no local durante o assalto os bandidos ameaçaram todos ali presentes e levaram com os mesmos alguns pertences entre celulares e carteiras, foram feitas várias incursões pelo policiamento na tentativa de captura dos meliantes porém sem êxito. 

As vítimas foram orientadas a prestar queixa posteriormente do fato na Delegacia de Bom Jardim para futuras investigações, duas das vítimas, L. O. S. 23 anos e S. A. P. N. 36 anos, são residentes da Av. São Sebastião, Surubim- PE e vão ter a identidade preservadas por motivo de segurança.

domingo, 29 de janeiro de 2017

Tragédia: Policial Civil da Paraíba foi morto na Delegacia da cidade de Patos


Foto: WhatsApp; Policial 

Neste domingo (29), por volta das 11h00min,  um fato lamentável  foi registrado, um policial civil do Estado da Paraíba de no Klaus Cruz Lima, que estava destacando na Delegacia de Homicídios na cidade de Patos - PB, foi morto enquanto tomava o depoimento de um preso.

Segundo informações o bandido aproveitou o descuido e pegou a arma do Delegado e efetuou o disparo a queima roupa, o policial morreu na hora, em seguida houve troca de tiros e o bandido foi morto.

Esse policial civil, já serviu nas fileiras da polícia militar de Pernambuco, ele foi da turma 104 mil, e trabalhou no 22° BPM, em seguida ingressou na Polícia Civil da Paraíba.

Foto: WhatsApp; Bandido 

Denúncia: Policiais da Ciatur apresentam denúncia contra o Comandante por improbidade administrativa no Ministério Público do Estado

Na manhã desta última quinta feira 26/01 policiais da CIATUR- (Companhia independente de apoio ao turista),  protocolaram no Ministério Público de Pernambuco denúncia contra o comando daquela unidade. 

O teor da denúncia versa sobre o fato de que nos últimos meses uma motocicleta que deveria está  sendo usada no policiamento do Sítio Histórico de Olinda, estava realizando serviços particulares do alto comando, a moto chegava a passar a semana com o subcomandante da ciatur, combustível à vontade pra ir pra onde quiser.

Abaixo cópia da denúncia feita, o nome da servidora do protocolo  foi omitido, pra preserva-la e também o número do processo, segundo consta o grupo que fez a denúncia também encaminhou cópia a ouvidoria geral do Estado e a Corregedoria Geral, e na próxima semana pretende também fazer uma nova denúncia só que dessa vez no TCE - Tribunal de Contas do Estado.

Ao que foi relatado a denúncia é também uma resposta, contra supostos abusos de autoridade cometidos pelo comando daquela unidade.

Crise na Polícia Militar de Pernambuco: Presidente do Clube de Oficiais faz analise sombria do atual momento da Instituição


Em mensagem que circula no whatsApp, e que é atribuída ao presidente do clube de oficiais da PM PE, Coronel Limeira, onde o mesmo faz uma análise do atual momento vivido pela polícia no estado de Pernambuco, mostra que a crise é bem maior do que tenta demonstra o governo e que se algo não for feito para solucionar o problema de forma imediata certamente o quadro irá se aprofundar e as consequências podem ser irreversíveis, tanto para a Polícia Militar como para a sociedade Pernambucana.

A seguir a mensagem postada nas mídias sociais:


MENSAGEM POSTADA PELO PRESIDENTE DO CLUBE DOS OFICIAIS DA POLÍCIA MILITAR DE PERNAMBUCO, SOBRE O TRATAMENTO DO GOVERNO DO ESTADO, PARA COM A POLÍCIA MILITAR:
" 24845 Limeira:

O governo ainda não entendeu a gravidade da situação atual. Os militares estaduais de Pernambuco jáJ ultrapassaram seu limite de tolerância para suportar a discriminação profissional e salarial sofrida pela PM e CBM.


Precisamos de Comandante que represente sua tropa. Não somos funcionários de governo, mas sim funcionários de Estado.

O caos da segurança pública está cada dia mais difícil de ser revertido. O rigor do regulamento militar, se mal utilizado, servirá apenas para inviabilizar o Comandamento e a convivência tão necessários ao sucesso das atividades de segurança pública. Duvido que uma punição disciplinar faça a maioria esmagadora da tropa servir com dedicação aos objetivos de quem nos desvaloriza.

Não adianta nos enganar com promoções a postos e graduações MAL remuneradas.

Os verdadeiros responsáveis pela crise de segurança não têm domínio sobre o estado de espírito da tropa. Não sabem que a dedicação profissional é algo que deve ser cultivado dia a dia e não imposto garganta abaixo.

A dedicação profissional vem de dentro do ser humano que se sente útil, valorizado e reconhecido pelo trabalho que realiza. Quando a profissão expõe a vida do trabalhador a risco de vida extremo, o trato com esses trabalhadores deve ser ainda mais cauteloso. NINGUÉM vai expor a própria vida POR NADA.

Quem deu início a essa CRISE tem a OBRIGAÇÃO  de solucioná - lá de verdade. Não somos tolos. Não aceitaremos esmolas nem discriminação.

Estamos vivendo o período da REVOLTA SILENCIOSA, na qual a maioria age individualmente rejeitando o tratamento recebido, reduzindo a dedicação profissional, torcendo pela piora da segurança e perdendo o respeito pelos superiores hierárquicos e pelos poderes constituídos. Devido ao silêncio, essa deterioração se alastra sem ser percebida em sua gravidade e, quando se sente seus efeitos, já é tarde demais para a reconstrução.

ISONOMIA SALARIAL JÁ."

Senhores, nunca presenciei uma crise tão grave na minha Polícia Militar de Pernambuco, nos meus 33 anos de serviço ativo. 

O Governo do Estado, continua tratando a Polícia Militar de forma discriminatória, negando aos seus componentes, o mesmo percentual de aumento salarial, concedido a Polícia Civil, sem apresentar nenhuma justificativa plausível. Amigos, estamos bem próximos da maior festa popular do nosso Estado, o CARNAVAL! Com uma PM desmotivada, desequipada, com um Comandante em quem não se confia, o que não podia ser diferente, diante da sua postura governista! Senhoras e Senhores, amigos, familiares e conhecidos, caso o governo mantenha tal posicionamento, EVITEM PARTICIPAR DESSE CARNAVAL! SE POSSÍVEL VÃO PARA OUTRO ESTADO, OU PARA UM MUNICÍPIO DO INTERIOR AINDA TRANQUILO, OU AINDA SE MANTENHAM NOS SEUS LARES! 

A situação é muito grave! Lamentável! Porem é isso que esse governo está provocando! Oremos, rezemos, vamos pedir a deus que tudo se resolva, pois aqui na terra, acho que não mais temos esperança de uma nova, e justa, tomada de decisão!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

O silêncio do Deputado Joel da Harpa: Qual o motivo?


Em meio a crise na segurança pública na qual os policiais militares, estão em um movimento ordeiro e legalista buscando a valorização da categoria policial e consequentemente, a melhoria da segurança pública de Pernambuco, tem chamado à atenção a postura do até poucos dias atrás combativo Deputado Joel da Harpa, representante da categoria policial na Assembléia Legislativa do Estado.

Não é novidade para ninguém que sempre mantive uma postura crítica em relação ACS PE, e inclusive publiquei neste blog artigos críticos em relação a associação de cabos e soldados e a seu presidente Alberison, no entanto, no atual momento a postura de Alberison é irretocável digna e inspiradora.

Assim, pois, como critiquei Alberison, elogiei, em outras épocas o Deputado Joel da Harpa por sua sempre firme postura em defesa da categoria.

No entanto no atual momento assim como revi minha posição em relação a Alberison, sou também obrigado a rever minha posição em relação ao Deputado Joel da Harpa, que durante essa crise tem mantido uma postura no mínimo apática, isso para não dizer complacente em relação aos desmandos do governo e do Comandante Geral da PM PE.

Não são poucas as denúncias de abusos cometidos durante esse processo de mobilização, a casos de abertura de "IPM" (inquérito Policial militar), contra policiais que se recusam a trabalhar com coletes sem data de validade legível, advogados sendo impedidos de ter acesso a seus clientes policiais, sob à ameaça de prisão administrativa contra os clientes desses advogados.

Chegou Inclusive a ocorrer o inusitado caso de um médico da Polícia Militar que diminuiu os dias de atestado de um policial que havia se consultado com outro médico, no entanto, tudo isso tem passado sem que o Deputado Joel da Harpa fale sequer um único fonema que desagrade o governo.

A estrategia tem sido fazer uns videos bem ao estilo "água com açúcar", no qual o mesmo se apresenta como representante da tropa e diz esta tendo uma postura de moderação.

O Deputado Joel, foi eleito após um movimento de enfrentamento com o governo no qual os policiais militares buscavam melhorias para segurança dos cidadãos pernambucanos.

O mandato dele conseguido a duras penas e em consequência da projeção que o mesmo obteve naquela mobilização, tinha por objetivo ser uma trincheira avançada na defesa dos praças da Polícia militar, em virtude das prerrogativas que o mandato lhe confere como por exemplo plena liberdade de expressão.

No entanto no momento em que mais sua base politica precisa ao invés de usar o mandato para fazer valer a legalidade, no trato com a polícia militar por parte do Estado, o mesmo prefere se manter falando apenas o necessário para não incomodar a quem de direito os tradicionais donos do poder.

Uma possibilidade do Deputado que muito ajudaria a tropa em mobilização, seria propôr uma CPI, no âmbito dá Assembléia Legislativa com o intuito de se investigar o porquê do sucateamento da Polícia Militar entre outras possibilidades.

A verdade é que está muito complicado manter a simpatia pela postura do deputado Joel, é claro que de forma alguma se quer fazer com que o mesmo assuma uma posição de salvador da pátria, no entanto, o mesmo tem se mantido numa postura que desagrada a tropa, pois como diz a sabedoria popular  a certos momentos que temos de escolher um lado.

Um exemplo que tem causado muito debate nos grupos e WhatsApp de Policiais militares é a falta do Deputado na defesa pública dos policiais militares envolvidos em um acidente de transito no morro da Conceição e que teve duas mulheres como vitimas fatias, nos grupos ficou muito dificil compreender o silencio do Deputado Joel, nesse episódio chamou atenção de maneira positiva um vídeo do também Deputado estadual Edilson Silva do PSOL, que sempre teve uma postura muito acida em relação a policia militar, entretanto nesse episodio especifico a fala do Deputado Edilson Silva através de um vídeo, surpreendeu pelo posicionamento bem centrado e racional e que inclusive foi uma defesa previda da atuação dos policiais militares.

Veja o vídeo do Deputado Edilson Silva
           

O Deputado Joel, não se posicionou nem mesmo quando foi acusado de mentir em relação a uma suposta reunião, entre os presidentes das associações de praças e o secretário de de Defesa Social, reunião essa anunciada em um dia pelo deputado Joel e desmentida em rede de rádio no dia seguinte pelo próprio Secretário.

A data para o governo apresentar a proposta aos militares de Pernambuco é o próximo dia 04 de fevereiro, ironicamente um sábado daqui até tal data, veremos o posicionamento do Deputado Joel.