terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Secretário de Segurança de Alagoas manda "recado bem Claro"

Foto: Internet

Existem coisas que a sociedade já assimilou como óbvias: “se alguém pular de um prédio, muito provavelmente irá morrer”; “se dirigir alcoolizado em alta velocidade, serão imensas as chances de uma tragédia”; “se não estudar com disciplina e estratégia, fica difícil passar num vestibular qualquer”. É a lógica das coisas.

Agora, a sociedade brasileira precisa entender outra relação de causa e efeito bem corriqueira no Brasil, porém muitas vezes distorcida por alguns ‘setores’. Exemplo: “Alguém empunhando uma arma no momento de um crime é sinal de alto risco e deve ser contido”. Simples e óbvio.

Foi por isso que o secretário de Segurança Pública de Alagoas, o promotor de justiça Alfredo Gaspar, deu mais uma declaração muito clara a quem comete crimes violentos naquele estado e, não raro, comporta-se como uma ameaça aos policiais em serviço. 

– Se criminosos tombarem, não venham dizer que não foram avisados. Nós estamos prontos para enfrentá-los – disparou Gaspar, durante uma entrevista que ‘bomba’ nas redes sociais.

Há quem interprete as palavras do secretário como um incentivo à “letalidade policial” no país, mas é justamente o contrário. O objetivo é diminuir as mortes decorrentes dos confrontos. Porém, para isso é preciso uma palavra chamada c-o-l-a-b-o-r-a-ç-ã-o. Basta o criminoso se render que fica tudo certo.

É a lógica das coisas.

Fonte: Paraiba em QAP

Nenhum comentário:

Postar um comentário