terça-feira, 13 de outubro de 2015

O Silêncio Complacente dos Bons Fortalece a Fúria destruidora Maus.

Infelizmente os homens de dignidade de nossa sociedade estão se permitindo ser acuados. Estão se trancando em casa escondidos atrás de muros altos com grades nos portões e câmeras de vigilância, como se fossem eles os bandidos enquanto os criminosos circulam livremente como se fossem os verdadeiros donos das ruas. 

Em Surubim até as igrejas se cercaram de grades alegando a necessidade de se proteger da violência, o infelizmente Padre se esqueceu do papel político da vivência sacerdotal e preferiu assumir uma postura complacente com a violência ao invés de guiar seus fieis em uma campanha de esclarecimento acerca da necessidade dos homens de valor e dignidade se posicionarem e dar um basta nesta situação e exigir uma mudança de postura não só das autoridades mas de toda sociedade.

Homens, mulheres, professores, médicos, feirantes ou seja todos que sofrem com a violência, podem e devem se levantar e lutar pelo direito de ir i vir com segurança.

É claro que esse papel de conclamar a sociedade a assumir uma nova postura não cabe apenas a igreja, todas as organizações da sociedade civil devem assumir sua responsabilidade a exemplo dos grupos sociais tais como maçonaria, associações de moradores e de comerciantes, Rotary clube, OAB, entre muitas outras organizações que podem somar forças e dar um basta nesse processo de deseducação que tem vitimado nossos valores sociais levado a sociedade a um abismo sem precedentes.

Pois a omissão de nós cidadãs de bem terá como vitima não só nossos filhos, amigos e parentes mas também nossa própria ideia de futuro. Nossa cidadania é uma conquista preciosa não podemos nos omitir em defende - lá sobre pena de perde - lá para sempre.
Hoje colocamos grande em nossas casas, em nossas igrejas, renunciamos o direitos de levar nossos filhos para brincar na praça, temos medo de deixa-las a vontade na rua. Pergunto então que cidadania é essa como deixamos essa inversão de valores tomar conta da sociedade?

Temos em nossa sociedade pessoas de valor e estas pessoas precisam se unir e dar um basta nessa situação e retomar o espaço público, e também o espaço social subjetivo da formação de opinião, para impedir que as futuras gerações cresçam vendo bandidos serem tratados como Heróis e o cidadão de bem ser tratado  
Igreja de São Sebastião na Avenida de mesmo nome cercado por grades.

Fotos: Genival Silva.

Ass. Genival Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário