quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Tradicional Feira de Surubim Sofre com crise econômica que assola o País.

A tradicional feira de Surubim que é realizada no patio em frente a prefeitura municipal tem sofrido com a crise econômica que atinge o país, os comerciantes reclamam que desde o começo do ano as vendas só tem caído e o reflexo mais visível da falta de consumidores é que até o número de bancos na feira tem diminuído cada dia.
Na feira de Surubim são comercializados diversos produtos mas o setor de vestuário merece destaque principalmente pelo fato de Surubim despontar no setor de produção de roupas, no entanto a feira é bem diversificada e são encontrados tanto produtos importados de comercio popular como eletrônicos a artesanato local e de produção rural tais como queijos, bolos manteigas, rapadura doces etc.
Na feira há também um setor que comercializa a produção agrícola da região, tais como frutas e verduras que também tem sentido o reflexo da crise.


A feirante Miriam Luíza, 42 anos e que trabalha na feira de Surubim a mais de 20 anos, vendendo Redes, Lençóis, pano de prato, conjunto para cozinha e para banheiro, reclama da falta de clientes e inclusive relata que em alguns dias da semana simplesmente não arma o seu tradicional banco em virtude da falta de perspectiva de vendas.


Miriam Luíza.
Segundo ela o aumento no preço das mercadorias necessariamente é repassado ao consumidor, e isso juntamente com a crise econômica tem afastado os clientes da feira, essa diminuição do consumo tem gerado muito prejuízo aos comerciantes, ela estima que suas vendas diminuíram em mais da metade se comparado com o mesmo período do ano passado 





Fotos: Genival Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário