quarta-feira, 1 de julho de 2015

Polícia prende os suspeitos de sequestro, estupros e morte de mulher em canavial




JOÃO PESSOA: A Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds) apresentou à imprensa, no início da noite desta terça-feira (30), os dois suspeitos de envolvimento nos crimes de sequestro, estupro, homicídio e tentativa de homicídio, que tiveram como vítimas duas mulheres e um bebê de nove meses, em ato ocorrido no último dia 20.
Os acusados foram identificados como Ivar Pedro da Silva eLeonardo José. Na oportunidade, o secretário de Segurança, Claudio Lima, enalteceu o trabalho da Polícia Civil que desencadeou cerca de 30 agentes de investigação e três delegados, diuturnamente, no trabalho para elucidar este crime de repercussão nacional. Ainda de acordo com ele, o processo investigativo foi iniciado logo que a Polícia tomou conhecimento sobre o sequestro, ainda no dia 20.
A primeira prisão, de Leonardo José, ocorreu no último final de semana, em João Pessoa. De acordo com o secretário Cláudio Lima, ele confessou a participação na ação criminosa, mas afirmou que apenas participou do sequestro, negando o envolvimento no estupro, homicídio e tentativa de homicídio ocorrido em canavial, na zona rural de Goiana (PE). O principal acusado, Ivar Pedro da Silva, foi detido nesta terça-feira, na cidade de Abreu e Lima, na região metropolitana de Recife (PE). “Por enquanto, o que se sabe nas versões apresentadas tanto pelos criminosos, quanto pela vítima é que o criminoso que cometeu o estupro é o Ivar, que tem uma vasta ficha criminal, com processos na Bahia, na Paraíba, em Pernambuco, por latrocínio, por roubo, que estava preso até oito meses atrás e atualmente estava em liberdade condicional. Se tivéssemos uma legislação mais dura, esse criminoso não teria cometido essas atrocidades. Espero que agora ele fique na cadeia por muito tempo”, comentou Cláudio Lima.

O CASO BÁRBARO: Caroline Teles, 31 anos, e Glória Silva, 42 anos, foram raptadas no bairro dos Bancários, no último dia 20, quando estavam conversando na frente da casa de uma delas após participarem de uma festa de São João do filho de Caroline de nove meses que também estava no carro. Dois homens em uma moto renderam as duas e as levaram até um canavial na cidade de Goiana, onde elas foram espancadas, estupradas e atropeladas. Glória Silva não resistiu e morreu no local. Caroline foi encontrada com vida na manhã do dia 21, e socorrida para um Hospital em Paulista, com poli traumatismo, mas sem risco de morte. A criança também foi encontrada a dez metros do local do crime, amarrada e também foi socorrida em estado de choque, como muita fome e picadas de insetos, mas também sem risco de morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário