quarta-feira, 15 de julho de 2015

Barragem de Jucazinho que abastece a cidade de Surubim está a beira de um colapso

 Foto:Genival Silva
Foto: Genival Silva
A falta de chuvas na bacia do Rio Capibaribe, que leva água até a barragem de Jucazinho, em Surubim, no Agreste do Estado, agrava a situação do abastecimento de 16 municípios da região. Hoje, a água da barragem não chega nem em Gravatá. Especialistas estimam que a água que resta só conseguiria abastecer as cidades pelos próximos 15 dias. 
Diante da situação, a Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa) marcou uma coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (15), onde a situação do abastecimento deve ser avaliada e uma nova estratégia para minimizar os efeitos da crise hídrica deve ser anunciada junto com ações planejadas para a região, como a divulgação de um novo calendário de abastecimento.
Esta é a pior seca dos últimos 50 anos na região, agora, Jucazinho, que tem capacidade de operar com 327 milhões de m³ está operando com 4% do volume total, faltando apenas 1% para entrar no volume morto. 
As chuvas dos últimos dias não foram suficiente para mudar o quadro de calamidade que se aproxima da região do agreste, sem a água da barragem de Jucazinho o abastecimento das cidades atendidas ficará seriamente comprometido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário