quarta-feira, 15 de julho de 2015

Aprovados no ultimo concurso da Policia Aproveitaram a passeata realizada pelo SIMPOL PE do dia 15 de Julho para cobra sua convocação

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) realiza uma passeata pelo Centro do Recife na manhã desta quarta-feira (15). A categoria se reuniu na Praça do Derby desde as 9h e saiu em caminhada cerca de duas horas depois. Eles seguem pela Avenida Conde da Boa Vista e devem parar apenas na Praça da República, onde ficam o Palácio da Justiça e o Palácio Campo das Princesas, sede do Governo Estadual.
Segundo Áureo Cysneiros, presidente do Sinpol-PE, o ato é em defesa da democracia, mas também um protesto contra a “perseguição aos movimentos sindicais do estado”. Áureo ainda disse que Aprovados no último concurso, que reivindicam a convocação, e policiais civis de outros estados nordestinos participam do ato. Há comissões vindas, por exemplo, do Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas e Bahia. Segundo ele, também há representantes da Federação Nordestina de Polícia Civil, da Confederação Brasileira de Polícia, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE) e da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco. O Sinpol-PE estima que 500 pessoas participam da manifestação.
Representantes do Sindicato dos Rodoviários, que começou uma greve na terça-feira (14), também estiveram na concentração do ato. Eles foram mostrar apoio à causa e seguiram para o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 6ª Região, no Cais do Apolo. A categoria se reúne, desde as 11h, com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) para negociar as reivindicações que motivam a greve.
A manifestação desta quarta é o primeiro ato público realizado pelos policiais civis após a paralisação do último dia 8 – foi a quinta paralisação em menos de dois meses. Na ocasião, a categoria decidiu realizar atos e paralisações quinzenalmente. O calendário da suspensão dos serviços deve ser divulgado na quinta (16).
Os policiais pedem isonomia da gratificação do risco de vida policial, revisão do plano de cargos e carreiras, inclusão dos peritos papiloscopistas no quadro técnico policial e convocação de aprovados remanescentes no último concurso público para a Polícia Civil. No dia 8, no entanto, o Governo de Pernambuco afirmou que não pode atender às reivindicações que envolvem custo financeiro por causa da crise econômica e da Lei de Responsabilidade Fiscal. Sobre o plano de cargos e carreiras, o governo propôs a criação de um grupo de trabalho para analisar o pedido.
Fotos:








Aprovados no último concurso da PC-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário