sexta-feira, 19 de junho de 2015

JOEL DA HARPA DEFENDE REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL E DIZ QUE ECA TEM ABERRAÇÕES


“Quem tiver peninha de menino de 16 anos, leve para dentro de casa. Agora leve com uma pistola na mão e com a cabeça cheia de crack”, diz o deputado.

Líder da greve da Polícia Militar no ano passado, o deputado estadual Joel da Harpa usou a tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), na manhã desta quinta-feira (18), para defender a redução da maioridade penal. Uma proposta que reduz a maioridade para 16 anos em caso de crime de hediondo avançou no Congresso e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quer levar o tema a votação ainda neste mês.

“Hoje o povo brasileiro acordou com uma imensa alegria. Sobretudo nós que defendemos a segurança pública no País”, disse Joel. “Quem tiver peninha de menino de 16 anos, leve para dentro de casa. Agora leve com uma pistola na mão e com a cabeça cheia de crack. Eu quero ver esses elementos presos e eles pagarem com o rigor da Lei e serem processados pelo Código Penal”, prosseguiu.

O deputado pernambucano também disse que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) “tem pontos que chegam a ser aberrações para a sociedade brasileira”. “Esse pessoal não é vítima. Ele não merece defesa. Merece ir para a cadeira, pagar a pena e ser incluso no Código Penal Brasileiro”, defendeu Joel. “Que o menor possa pagar, se for preciso, até com a vida. mas que possa pagar pelos crimes que cometeu”, afirmou ainda.

Para o deputado, a medida emergencial é reduzir a maioridade penal e em seguida realizar mudanças na educação pública para que o cenário mude e não haja mais jovens e crianças que vêem no crime a primeira opção para suas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário