segunda-feira, 8 de junho de 2015

A vitória da vigília da advocacia Pernambucana


Nas últimas três segundas-feiras, o Movimento A Ordem é Para Todos compareceu ao Fórum Joana Bezerra para fazer um ato de protesto em defesa dos advogados militantes, que estão prejudicados com as paralisações sucessivas e sistemáticas das atividades dos serviços judiciais, por dois dias a cada semana.

As paralisações já ocorrem desde o mês de fevereiro, sem que a Ordem dos Advogados em Pernambuco tome qualquer atitude em favor dos advogados militantes. Filas enormes se formaram no Progeforo e a OAB/PE foi omissa, nem sequer compareceu ao Fórum Joana Bezerra.

Não nos omitimos. Fomos ao Fórum, protestamos, conversamos com os colegas advogados, denunciamos as enormes filas para um simples protocolo de petição, verificamos o reduzido número de serventuários (apenas dois), para atender uma vultosa demanda de protocolos represados em virtude dos dias paralisados e a, consequente, agravante como mais um fator de retardo nas soluções dos feitos.

Denunciamos, inclusive, que colegas advogados estão a mais de três meses sem receber alvarás judiciais. Na semana que se passou, foram três dias seguidos com o Poder Judiciário sem funcionar. A situação como estava não poderia mais continuar.

O Movimento A Ordem é Para Todos realizou uma verdadeira vigília dos advogados militantes, durante três segundas-feiras seguidas, com o objetivo de sensibilizar a sociedade, o Poder Judiciário, o Governo Estadual e os servidores.

A proposta da OAB/PE para sair da omissão foi oferecer bobinas ao Diretor do Fórum Joana Bezerra, em doação, para organizar as filas quilométricas! Não queremos filas organizadas. É cômico, para não dizer trágico.

Infelizmente, além da omissão, nossa representação de classe, distante dos advogados militantes, atua apenas quando o fato tem repercussão midiática.

O nosso Presidente não tem a independência exigida para criticar o Governo do Estado. Nem atua como advogado militante, sem acompanhar o dia-a-dia dos balcões do fórum, e nem como o representante independente que nossa categoria merece.

Lutamos por um Poder Judiciário com autonomia administrativa e financeira, apto a realmente atender as demandas da sociedade. Requeremos que o Governo do Estado de Pernambuco atenda ao pleito do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Aguardamos a efetiva disponibilidade do Governo do Estado. Os serviços judiciais são essenciais para a democracia e são tão imprescindíveis para a paz social como a segurança pública, a saúde e a educação.

Sem a efetiva distribuição da Justiça, não há paz. Nessa semana que se inicia não teremos paralisações. Compreendemos os servidores em sua luta por melhores condições de trabalho. Todavia, a advocacia militante não suporta mais a situação no ponto que está. Estaremos vigilantes, pois o movimento A Ordem é Para Todos é forjado na defesa da advocacia militante, a partir do sentimento que não tolera mais omissão.

Hoje já somos centenas e centenas de advogados discutindo e debatendo no dia a dia as ações que podem e devem ser implantadas pela OAB/PE, entidade que hoje entendemos se encontra afastada das necessidades da maioria dos advogados que atuam na capital e no interior do nosso Estado. Defendemos o fim da submissão de nossa entidade de classe a qualquer interesse seja ele particular ou de Governo. Continuaremos vigilantes!

Por Alcí Galindo Florêncio*

*Membro da coordenação do movimento A Ordem É Para Todos

Fonte: Blog do Magno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário